[Resenha] Pecados no Inverno de Lisa Kleypas








Titulo : Pecados no Inverno
Autor : Lisa Kleypas
Paginas : 288
Editora : Arqueiro
Gênero : Romance de Época
Classificação :



Sinopse :

Agora é a vez de Evangeline Jenner, a Wallflower mais tímida que também será a mais rica quando receber sua herança. Mas primeiro ela tem que escapar das garras de seus ambiciosos parentes, Evie recorre a Sebastian, visconde de St Vincent, um conhecido mulherengo, com uma proposta incrível: que se case com ela!
A fama de Sebastian é tão perigosa que trinta segundos a sós com ele arruínam o bom nome de qualquer donzela. Mesmo assim, esta cativante jovenzinha se apresenta em sua casa, sem acompanhante, para lhe oferecer sua mão.
Mas a proposta impõe uma condição: depois da noite da lua-de-mel, o casal não voltará a ter relações íntimas. Evie não deseja torna-se apenas mais uma que Sebastian descarta sem piedade, o que significa que Sebastian simplesmente tem que trabalhar mais duro na sua sedução... ou, talvez entregar seu coração pela primeira vez em nome do verdadeiro amor.


Minha primeira impressão quando terminei de ler Era Uma Vez no Outono foi, como a autora irá conseguir pegar um personagem que a princípio era um libertino porém carismático, que depois se transforma em um cafajeste de primeira, altamente detestável. E depois transformando-o no mocinho deste terceiro livro da série As Quatro Estações do amor. Achei que seria humanamente impossível ela transformar esse canalha em alguém merecedor de Evangeline.

Pois não é à toa que Lisa kleypas é uma das minhas autoras de romances de época preferida já que conseguiu não só me convencer de que essa história é linda como também converteu o vilão em um perfeito cavalheiro que conquistou não só o perdão de todos como também o coração da mocinha e o meu.

Evie é uma mocinha tímida cheia de sardas e gaga. Ela se encontra numa situação meio desesperadora. Seu pai está terrivelmente doente e os parentes de sua falecida mãe, com quem ela mora não a deixam cuidar dele e nem visita-lo. Evie é constantemente agredida e maltratada por seus familiares que só se interessam pela herança que herdara do pai e por esse motivo querem obrigada a se casar com um primo o odioso é enfadonho.

Sendo assim ela bola um plano, irá propor casamento alguém que esteja tão desesperado quanto ela, neste caso o Visconde Sebastian St. Vincent .E apesar de saber dos erros do seu passado e do mal que ele causou a sua amiga, ela tem certeza de que ele é sua única chance de conquistar a tao sonhada liberdade.
"– Não sou uma dama. Sou a filha de um apostador e a esposa de um libertino."
Ela lhe propõe que os dois fujam para se casar e assim ela ficará livre para cuidar do pai sem a pressão da família e o marido ficaria com boa parte de sua herança gastando-a como bem desejar, incluindo o clube de jogos do seu pai .

St. Vincent tem consciência de que já fez muita besteira nessa vida e fica surpreendido por esse presente no meio de sua sala. Já que este seria um preço baixo a se pagar para se livrar da falência e de suas dívidas. Se casar com uma insossa e gaga Evie, pode ser bem vantajoso.

Eles saem na calada da noite numa viagem de quase dois dias rumo a Escócia para enfim se casarem. Porém após o casamento Evie lhe comunica que eles só terão relações para consumar o casamento e legalizá-lo.
"– Quero você mais do que qualquer coisa que eu já quis nesse mundo. Diga-me o que eu tenho que fazer para ter você. Diga-me o que será necessário para que você me receba em sua cama."
A partir daí muita coisa acontece, os dois personagens se desabrocham completamente. Evie se transforma de terrivelmente tímida em uma mulher forte e de fibra. E conforme ela vai ganhando a confiança em seu marido, sua gagueira também diminui consideravelmente.
"O autocontrole de Sebastian, sempre tão grande, se evaporou como água em uma chapa de fogão.
- Maldição, não estou preocupado com você! É só que... inferno, isso é inadmissível, Evie. A viscondessa St. Vincent não pode morar em um clube de jogos, nem que seja por alguns dias.
- Eu não sabia que você era tão convencional - disse Evie, e por algum motivo ver o rosto furioso do marido fez os cantos dos lábios dela se curvarem em um sorriso."
Sebastian St Vincent mostra que nem tudo para ele está perdido, que ele não é tão ruim assim e que seu caráter vai se transformando no decorrer da história. Aliás uma linda história, simplesmente apaixonante.
Todos os personagens dos livros anteriores aparecem aqui além de um novo personagem que tem grande importância para essa história. O nosso querido cigano CAM, que é um amigo de infância de Evie, o braço direito de seu pai e uma pedra no sapato de St. Vincent.

17 comentários:

  1. Agora estou curiosa para saber o que de terrível o Sebastian aprontou nos livros anteriores e como se deu sua transformação de vilão para mocinho digno da Evie... só lendo para saber, o que com certeza vou querer fazer, ainda mais agora depois de saber que o Cam está presente na história e será uma pedra no sapato do St. Vincent rsrs.
    Valeu pela dica, Adriana!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  2. É muito interessante as abordagens que a Lisa tem do papel da mulher na sociedade. Pela resenha este deve ser muito bom. Mais um pra lista de desejos

    ResponderExcluir
  3. Como ainda não li nada desse gênero confesso que tenho muita curiosidade em ler os livros dessa autora, e essa serie, porque sempre leio resenha dos livros fico completamente apaixonada pelos livros. Sempre me encanto por livros em que o casal se apaixona e se envolve no decorrer da trama, e isso e bem o caso desse livro, por isso sei que vou gostar bastante dessa história.

    ResponderExcluir
  4. Cafajestes que ficam com as ruivas de sardas, merecem morrer :(

    ResponderExcluir
  5. não sou um leitor muito assídio quanto o assunto é romance . tenho muita dificuldade de imaginar um cenário que se em uma época tão distante da minha, como esse romance . gostei da sinopse e sobre a história da herança , não sei ao certo, mas acho que ler. para ter uma experiencia com romances e esse livro vai me ajudar a imaginar um cenário de época em minha mente

    ResponderExcluir
  6. Amei, quero ler a série, sua resenha me fez ver os dois e me apaixonar, quero conhecer o passado de Sebastian e ver a transformação da tímida Evie.
    ronida_sindi@hotmail.com

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Também fiquei imaginando como ela faria esse homem ser redimido. Porque ê personagem! Nos outros livros as aparições dele foram de dar nos nervos em algumas partes. Mas achei tão legal esse casal, só a ideia desses dois juntos foi bem interessante de contemplar. A garota do jeito que é, toda tímida, e esse homem tão sem moral...mas aí é que entra a maestria da autora para fazer livros. Porque ela sabe ir mudando cada um, fazendo a garota virar uma mulher forte e o libertino em alguém que conquista não só o coração da menina, mas o nosso também! Fui outra que ficou assim xD
    Ainda acho o casal do segundo livro o mais apaixonante, mas com esse foi outro amor. A série vai crescendo, cada livro ficando mais gostoso de ler. E rever alguns personagens daqueles outros é muito bom. Vale a pena mesmo.

    ResponderExcluir
  9. O que foi aquele final de Era Uma Vez no Outono? Quem ainda não leu, como eu, não consegue não se fazer a pergunta de 1 milhão: como Lisa faria pra redimir Sebastian?
    Por tudo o que já li nas resenhas, só consigo ficar mais ansiosa pela história fantástica que vem por aí!

    ResponderExcluir
  10. To mega curiosa para ler esse livro, depois do final de Era Uma Vez no Outono fiquei bem curiosa para saber como ia ser esse terceiro livro, soube que Pecados no Inverno é o livro mais romântico de toda a série, ma posso esperar para ler.

    ResponderExcluir
  11. É preciso um talento muito grande pra transformar um personagem tão detestável em um alguém merecedor de nossa torcida. A autora deve ter uma escrita fenomenal.

    ResponderExcluir
  12. Eu amo os livros da autora, ainda não comecei essa série, mas estou doida pra ler ela. A história parece ser realmente linda e apaixonante, e eu acho que vou amar os personagens. E já gostei de saber que os personagens dos livros anteriores, também aparecem nesse livro. Já está na minha listinha :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Romance de época não faz meu estilo. Então prefiro não ler.

    ResponderExcluir
  14. Amando essa série, curto muito Romance de Época e a escrita da Lisa Kleypas é excelente, essa resenha me deixou ainda ansiosa em conferi a história da Wallflower Evangeline.

    ResponderExcluir
  15. Mais um romance de época com capa genérica, não me chamou atenção nem pela sinopse, acredito que não leria..

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Quero muito ler essa serie da Lisa kleypas, gostei bastante da historia desse livro e achei bem interessante essa passagem do mocinho de canalha a um perfeito cavaleiro ainda mais conseguindo convencer ao leitor, e adoro quando os personagens dos outros livros aparecem !!

    ResponderExcluir
  17. Gente, eu já estava super curiosa pra ler esse livro e sua resenha só piorou isso rsrsrs pretendo ler com toda certeza, não só esse, como o restante da série. Tenho certeza que a autora escreve muito bem e adoro romances de época. Quero ver como que a autora fez o cafajeste se tornar um bom partido pra mocinha.

    Abraços :)

    ResponderExcluir