[Resenha] Uma Curva no tempo de Dani Atkins









Título: Uma Curva no tempo
Autor : Dani Atkins
Paginas : 256
Editora : Arqueiro
Gênero : Romance
Classificação :

Sinopse :

A noite do acidente mudou tudo... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel está desmoronando. Ela mora sozinha em Londres, num apartamento minúsculo, tem um emprego sem nenhuma perspectiva e vive culpada pela morte de seu melhor amigo. Ela daria tudo para voltar no tempo. Mas a vida não funciona assim... Ou funciona?

A noite do acidente foi uma grande sorte... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel é perfeita. Ela tem um noivo maravilhoso, pai e amigos adoráveis e a carreira com que sempre sonhou. Mas por que será que ela não consegue afastar as lembranças de uma vida muito diferente?


Rachel tem 18 anos está terminando o colegial. Ela, o namorado Matt e mais cinco amigos estão em um jantar de despedida pois cada um vai para uma universidade diferente.
Sara e Jimmy são seus melhores amigos mas a uma certa rivalidade entre Matt e Jimmy que ela ainda não conseguiu entender.

No meio deste jantar um carro desgovernado vem em direção ao restaurante em meio à confusão todos saem correndo desesperados, porém Rachel fica presa em um canto exatamente na direção em que o carro está indo. Neste momento Jimmy sai em seu auxílio e consegue tirá la do local, e à arremessa para longe, mas infelizmente o seu ato heroico acaba lhe custando a a vida.
" - Não existe garantia de nada na vida Rachel. Acidentes e doenças acontecem, não podemos fazer nada em relação a isso, meu trabalho pode ser perigoso às vezes e deus sabe que você pode se meter em encrencas só ao se levantar da cama, mas não podemos deixar isso reger das nossas vidas"
Rachel fica internada alguns meses para se recuperar fisicamente já que algumas feridas jamais serão cicatrizadas. Ela sai do hospital com uma longa cicatriz no rosto e uma gigante culpa pela morte do amigo. Alem de desmanchar seu relacionamento com Matt.

5 anos se passaram e Rachel agora tem 23 anos, uma vida medíocre, não fez faculdade, trabalha como secretária, mora em um apartamento de quinta no subúrbio de Londres, jamais conseguiu superar a perda do amigo, ainda sente algumas dores por causa do acidente, e como desgraça pouca é bobagem, seu pai está com câncer.
" As vezes eu me perguntava quantos espelhos devíamos ter quebrado, ou quantas praga de cigano haviam sido lançadas sobre nós para explicar a infeliz história da minha família. Primeiro minha mãe, depois do meu acidente; então a doença de meu pai, ... Tudo isso me leva a perguntar se havia alguma família por aí abençoada com vinte e tantos anos de boa saúde e sorte, porque parecia que nós tínhamos ficado com a outra cota de infortúnios além da nossa"
Sua melhor amiga sara vai se casar e ela se sente na obrigação de ir ao casamento, chegando em sua cidade ela vai para o jantar, e tudo parece fora do lugar pois todos sentem a falta de Jimmy que era uma pessoa muito querida pelo grupo. Seu ex agora namora Cathy outra integrante do grupo, e os outros dois amigos seguiram suas vidas.

Quanto o assunto Jimmy surge, ela decide ir embora e seu ex insiste para levá-la mesmo à contragosto de Cathy, ela acaba aceitando que Matt a leve. No caminho eles conversam amigavelmente porém ele acaba se declarando e dizendo que nunca esqueceu dela e que ele precisa de mais uma chance. Mas Rachel não aceita esta oferta, sai do carro e entra no hotel.
Rachel está inquieta e decidi ir ao cemitério para, quem sabe, conseguir algumas respostas. Mas ao se deparar com um túmulo do amigo ela passa mal e desmaia.
" - Você acha mesmo que Jimmy ia querer isso pra você? Vê-la sozinha? Pelo amor de deus Rachel, ele estava tão apaixonado por você que sacrificou a própria vida para salvar a sua!"
Em outro paralelo Rachel está em uma estação de trem indo para o jantar de Sara. Linda sem cicatriz, Tendo cursado a tão sonhada faculdade, é uma bem sucedida jornalista, e como belo anel de noivado no dedo (um diamante solitário que ela esqueceu de tirar). Quando ela já está embarcada no trem, ela tem a sensação de que está sendo seguida.
Quando chega na cidade ela se arrepende amargamente de não ter deixado seu noivo buscá-la na estação pois agora não encontra nenhum táxi para leva-la ao o restaurante. Suas suspeitas se confirmam e ela realmente está sendo seguida. E então ela é assaltada, bate com a cabeça e desmaia.

E eis que este é o elo entre as duas histórias, quando a Rachel da primeira história acorda na vida da Rachel na segunda história. Ela percebe que tudo está diferente seu rosto não tem mais a cicatriz, seu pai está ao seu lado perfeitamente saudável,  ela descobre que nunca se separou de Matt e que ele é o seu noivo. E para o seu maior espanto Jimmy ainda está vivo.
"- Eu morri no cemitério ao lado do túmulo? ...
 - Não, Rachel, você não morreu no cemitério. E ao lado do túmulo de quem seria? ...
 - Seu, é claro.
Não sei quem apertou o botão de emergência desta vez, poderia ter sido qualquer um dos três caramba poderia ter sido até eu, acho que a essa altura todos precisávamos de uma intervenção médica."
Essas constatações causam uma grande confusão, além de vários exames e muitas explicações que acabou não dando muito certo no final, pois ela acaba sendo declarada/diagnosticada como tendo amnésia pois não se lembra de nada do seu presente, mas se lembra de uma vida que não existe, pelo menos para os outros.

No decorrer da história foram acontecendo fatos que me deixaram muito curiosa, fiquei arquitetando  várias soluções para esse desfecho, mas nunca, em nenhum momento da minha vida, eu iria ter a criatividade que a autora teve, pois me surpreendeu ao ponto de me levar às lágrimas

Geralmente nunca choro em livros, na realidade não gosto de livros dramáticos (mas para se justa, não posso considerar este um livro de drama) . Sendo assim posso considerar que detesto livros que me fazem chorar (por isso não leio mais o tio Nícolas Sparks) mas amo livros que me surpreendem tanto que me fazem chorar e foi exatamente assim que aconteceu com essa história encantadora.
E na minha humilde opinião, a vida realmente concedeu a Rachel uma segunda chance, dando a ela a oportunidade de fazer uma escolha e foi isso que ela fez.

O final do livro é emocionante, triste e alegre ao mesmo tempo. Todos os pontos soltos no decorrer da história são encaixados e costurados nas últimas páginas. AMEI.
Simplesmente perfeito!
Quer dizer, perfeito dentro das possibilidades que ela criou...

16 comentários:

  1. Oiiii Adri, li esse livro essa semana e devo dizer que ele foi maravilhosooooooooo. Confesso que não esperava aquele final, nunca nos meus mais lindos sonhos...kkkkk Eu achei ele lindo e surpreendente e por isso esse livro se tornou tão especial para mim, entretanto, não devo negar que, eu queria que as coisas fossem diferente, que acontecesse algo que mudasse aquele final, sabe? E ainda estou tentando assimilar mesmo, se foi ou não uma segunda chance... Não sei. :( Enfim, esse definitivamente, foi uma das melhores leituras de 2015 para mim. :)

    ResponderExcluir
  2. gostei do livro, até agora só tinha visto a sinopse, nao tinha lido ainda a opiniao de quem leu, adorei e os quotes sao lindos.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Adriana!
    Uma segunda chance na vida, quem nunca desejou?! Sem falar que é bastante compreensível a Rachel deseja essa segunda chance, oh vida difícil a dela, hein?!
    Esse livro deve ser muito emocionante, e fiquei curiosa em relação a esse final surpreendente e que mexeu tanto com suas emoções; também evito ler livros que sei que vai me fazer chorar, mas há livros que são irresistíveis de se ler, não é verdade?! E esse parece ser uma história irresistível...
    Bjos!

    ResponderExcluir
  4. Adorei a capa desse livro, tem um conjunto de detalhes que a deixam perfeita.
    A trama também tem um desenrolar legal. Eu até gosto de livros que me fazem chorar, mas sem eu saber antes..haha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oiii
    Eu me apaixonei pela capa desse livro to louca para ler ele,tomara que tenha um final feliz.
    Mas vou ler ele logo to super curiosa!!!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. É tão bom quando os autores nos surpreendem positivamente, não é?!?! Principalmente no final. Outra coisa boa é ver que o autor deu um final condizente com tudo o que ele apresentou desde o início, mesmo não sendo o que nós queríamos que acontecesse. Coerência é a palavra chave.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  7. Eu fiquei meio confusa só lendo a resenha, se eu ler o livro eu tenho certeza que vou me perder nessas trocas de vida. A história do livro parece ser bem diferente e emocionante mesmo, e eu fiquei super curiosa pra conhecer melhor a história. Já vou colocar ele na minha listinha :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. oi flor, realmente é um livro primoroso com um ótimo enredo para adaptação cinematográfica! me surpreendi com a escrita de Atkins
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Dei um tempo em livro desse tipo. Antigamente adorava, porém no momento não me sinto tão animada em ler tais livros. Quem sabe futuramente?!

    ResponderExcluir
  10. Estou doida pra ler esse livro, amei a capa e gostei muito da sinopse, agora depois de ver essa resenha fiquei ainda mais interessada em conferi essa história que parece ser super emocionante.

    ResponderExcluir
  11. Eu gosto desse tipo de livro, apesar de nunca conseguir sacar qual é o mistério. Essa carga emocional, sem dramalhões bobos, tbm muito me agrada.
    E a capa é linda, fofa e bem significativa.

    ResponderExcluir
  12. ahhhhhhh
    da primeira vez que eu ouvi falar desse livro eu nem liguei muito com essa história de universos paralelos, mas depois dessa resenha percebi que a história é bem mais construída do que eu tinha imaginado.
    depois dessa resenha eu me apaixonei pelo livro adoro histórias que vão se juntando como peças de um quebra cabeça e vc só entende o que no final (e pelo jeito o final é lindo né?) só não sei se eu gostei da ideia de chorar, acho que vou deixar em stand by preciso de histórias para rir...

    ResponderExcluir
  13. Nossaaaa..... o livro não parecia tão bom assim.
    O livro te surpreendeu tanto assim? É tão legal quando uma história te encanta tanto assim, e quando um final é tão bom e criativo.
    A capa é muito bonita também, bem delicada.

    ResponderExcluir
  14. Quando eu li a sinopse desse livro pensei: parece ser legal, gostei disso de "duas vidas". Já estava curiosa para saber qual seria a verdadeira, ou se ela estava sonhando. Aí você vem e me diz que o final é surpreendente. Agora estou é morrendo de curiosidade...rs. Tão bom quando os livros nos provocam essas sensações de tristeza e alegria ao mesmo tempo. Ainda mais quando você nem esperava. Lê o livro pensando que deve ser só mais um clichê e recebe AQUELE final. Ótima indicação.

    ResponderExcluir
  15. Oi! Não daria ada por esse livro, mas depois dessa resenha me apaixonei. No começo não entendi tanto,principalmente quando tem duas Rachel, mas depois compreendi a ideia do livro, essa segunda oportunidade foi o que ela precisava. Não sei, acho que ela deveria ficar com aquele que morreu para protege-la, ele sim a amava, o outro não tenho tanta certeza, tem outra namorada e nem pensou em protege-la.
    Amei.

    ResponderExcluir
  16. Tenho vontade de ler esse livro, se tiver a oportunidade não perderei. A capa é tão fofa *--*

    ResponderExcluir