[Resenha] Ligeiramente maliciosos de Mary Balogh







Título: Ligeiramente Maliciosos
Autor : Mary Balogh
Paginas : 288
Editora : Arqueiro
Gênero : Romance De Época
Classificação :

Sinopse :

Ligeiramente Maliciosos - Após sofrer um acidente com a diligência em que viajava, Judith Law fica presa à beira da estrada no que parece ser o pior dia de sua vida. No entanto, sua sorte muda quando é resgatada por Ralf Bedard, um atraente cavaleiro de sorriso zombeteiro que se prontifica a levá-la até a estalagem mais próxima. Filha de um rigoroso pastor, Judith vê no convite do Sr. Bedard a chance de experimentar uma aventura e se apresenta como Claire Campbell, uma atriz independente e confiante, a caminho de York para interpretar um novo papel. A atração entre o casal é instantânea e, num jogo de sedução e mentiras, a jovem dama se entrega a uma tórrida e inesquecível noite de amor. Judith só não desconfia de que não é a única a usar uma identidade falsa. Ralf Bedard é ninguém menos do que lorde Rannulf Bedwyn, irmão do duque de Bewcastle, que partia para Grandmaison Park a fim de cortejar sua futura noiva: a Srta. Julianne Effingham, prima de Judith. Quando os dois se reencontram e as máscaras caem, eles precisam tomar uma decisão: seguir com seus papéis de acordo com o que todos consideram socialmente aceitável ou se entregar a uma paixão avassaladora?
Neste segundo livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos conquista com mais um capítulo dessa família que, em meio ao deslumbramento da alta sociedade, busca sempre o amor verdadeiro.


Eu estava apaixonada pela historia do primeiro livro Ligeiramente Casados, da serie Os Bedwyns, mas com este livro a autora me conquistou de vez. Esta virou, com certeza uma das minhas series favoritas de romance de época. Consegui superar as minhas expectativas.

Judith Law é a filha de um pastor, que está passando por dificuldade financeira por causa da boemia e jogatinas de seu único filho homem entre as três filhas, Judith sendo a do meio, acaba se voluntariando para o convite da tia, para servir de dama de companhia da avó. Ela sabe que nada de bom à aguarda nesta nova moradia, pois já conhece bem como é essa tia e o seu temperamento. E jamais permitiria que uma de suas irmãs passasse por essa situação.

Judith foi criada pelos pais tendo que esconder as madeixas vermelhas que chamavam tanto a atenção masculina. Taxada como feia sempre teve a estima baixa e a desilusão de que já aos 22 aos seria uma solteirona (não consigo me conformar com esse fato nos romances de época kkk).

Judith embarca sozinha numa diligencia, com destino a temida casa de tia Lady Effingham. Porem na metade do caminho a sua diligencia pega uma terrível tempestade que deixa as estradas em um estado horroroso, e a condução acaba virando, Por sorte só algumas pessoas se ferem levemente. Mas todos continuavam na chuva e agora sem transporte.

Um jovem cavalheiro que está de passagem é abordado, e quando fica sabendo o que realmente aconteceu se oferece para ir a próxima estalagem pedir ajuda. Mas se oferece para levar algum passageiro com ele. Como estava à cavalo só poderia levar um.

Na realidade ele oferece levar alguém porque ficou ligeiramente encantado com uma ruiva que lhe chamou a atenção. Alta, cheia nos lugares certos, bustos avantajados e longos cachos ruivos. Simplesmente irresistível.

Judith escuta a proposta sem acreditar na ousadia do desconhecido, mas pensando bem, ela passará o resto de sua vida monótoma, confinada e solteira. Que outra chance ela terá de viver uma aventura dessa. Então ela aceita o convite e vai. Porem quando ele pergunta seu nome, ela jamais poderia dar o seu verdadeiro, arriscando sujar o nome de sua família. Já que está vivendo uma fantasia, resolveu criar um nome, Claire Campbell, uma atriz independente que está viajando para realizar uma nova apresentação de teatro.

Ela sempre teve fascinação por teatro, adorava atuar sozinha nas montanhas, escondida do pai é claro. Que a mataria se soubesse que fazia isso. E também que outra chance teria de viver essa pequena travessura.

Lorde Rannulf Bedwyn, está indo ao encontro de sua avó, que mais uma vez lhe arrumou uma possível noiva. Ele adora a avó, faria qualquer coisa por ela, mas se casar não faz parte de seus planos. Por isso sua intenção é, conhecer a Srta. Destinada e convencê-la que ele apesar de ser irmão de um Duque, e terceiro na linha de sucessão do título. Não é um partido tão bom assim.

Porem sua viagem se torna muito mais prazerosa do que ele poderia imaginar. Conhecer uma experiente atriz, foi uma ótima surpresa, ela bem poderia está indo ao encontro de um amante. E isso poderia se tornar um problema no futuro, então ele se apresenta como Ralf Bedard .

Os dois se conhecem melhor e se entregam a uma fascinante e apaixonante noite de amor. Judith tem certeza de que jamais irá se casa, então essa é a oportunidade de saber o que acontece enter quatro paredes com um homem e uma mulher. Ralf por outro lado tem certeza de que Claire é experiente na arte de fazer amor, a ponto de deixa-lo seduzi-la e conduzi-la na hora do ato. Os dois ficam encantados um com o outro. Mas Claire sabe que seu futuro a aguarda e sai as escondidas deixando apenas uma carta.

Lorde Rannulf Bedwyn fica inconformado e procura por Claire sem sucesso. E acaba indo ao encontro de sua avo, que lhe recebe com carinho e avisa que sua pretendente é a neta de uma vizinha  e amiga, e que iram visita-las logo .

Imagine a surpresa de Lorde Rannulf Bedwyn quando percebe que a companhante da senhora, uma tal srta. Law, que usa uma touca horrorosa, roupas largas, e aparenta ser muito mais velha do que é. Na realidade é a Claire. A sua Claire.

Judith já sabia que sua vida não seria fácil, e não estava enganada, sua avó é um doce, sua tia e prima porem são intragáveis. Mas o pior de tudo era saber que o tão aguardado, possível futuro noivo de sua prima, o Lorde Rannulf Bedwyn. Era na verdade o Ralf. O seu Ralf.

Me desculpem pela resenha gigantesca. mas é que eu realmente amei este livro, e não tinha como não me empolgar. O casal é divertido e em alguns momentos me lembrou muito Sr Darcy e Elizabeth.
Espero que gostem tanto quanto eu.

Sequencia dos livros e seus personagens principais:
1 - Ligeiramente Casados -  Aidan Bedwyn e Eve Morris
2 - Ligeiramente Maliciosos -  Rannulf Bedwyn e Judith Law
3 - Ligeiramente Escandalosos* - Freyja Bedwyn e Joshua Moore
4 - Slightly Tempted* - Morgan Bedwyn e Gervase Ashford
5 - Slightly Sinful* - Alleyne Bedwyn e Rachel York
6 - Slightly Dangerous* - Wulfric Bedwyn e Christine Derrick
*3,4,5 e 6 ainda não publicados no Brasil

15 comentários:

  1. Oi, Adriana!
    Desde que vi o lançamento desse livro me encantei com a sinopse. O que a mocinha fez se apresentando com outro nome ao mocinho e passando a noite com ele apesar das regras da sociedade me surpreendeu bastante. Gosto de casais divertido, e a história de amor desse parece bastante apaixonante e envolvente! Quero muito ler esse livro!
    PS: Não achei sua resenha nada gigantesca, Adriana, fiquei é com gostinho de quero mais!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha. Como já comentei em outros posts, eu também amo romances de época e esse parece que entrará para minha lista de favoritos. Aliás, só a comparação com Darcy e Lizzie já me convenceu! rs
    Gostei do tom divertido da trama, mas também do romance. Esses encontros e desencontros são fórmula certa de sucesso!!
    Espero ler em breve.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Não curto romance de época. Por isso sem mais comentários.

    ResponderExcluir
  4. Tô loucaaaa pra ler esse livro logo!! Comprei e chegou ontem aqui em casa, mas infelizmente tem outros na frente dele, já estava mega curiosa, depois da resenha fiquei mais ainda!! Romance histórico nunca é demais <3

    ResponderExcluir
  5. eu achei bastante interessante a ideia de viver um dia como outra pessoa e somos duas quanto a questão do 20+ ser destinada a ser solteirona, é um dos motivos na verdade que eu fico meio pé atrás de romances de época (a não ser os que realmente foram escritos na época)
    por outro lado a cada dia que passa é um gênero que eu fico mais curiosa o problema agora é escolher entre um título para começar (e escolher um bom para não ficar decepcionada )

    ResponderExcluir
  6. pode surtar agora ou daqui a pouco?
    sou apaixonada por estes romances de época e ja faz um tempo que acompanho o trabalho da Mary no face, com as multiplas divulgações! Estou conhecendo uma nova forma de escrever romance de época que esta me encantando! Mary tem um jeito especial de escrever
    ja apaixonada
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Adri.

    Tenho que comprar logo os livros da Mary. Todas as resenhas que leio fala super bem.
    Eu entendo de resenha grande, as vezes não dá pra ser pequena. Mas é tão bom falar das leituras que nos agradam. Espero em breve fazer essa leitura e conhecer esse casal.

    Beijos.
    Visite: Paradise Books

    ResponderExcluir
  8. Primeira resenha que leio sobre esse livro que aparente ser maravilhoso. Fico maginando o que esses dois devem passar, cada situação. kkkk Esses encontros e desencontros devem dá um novo ar a trama e gostei de saber que lembrou um porco de Darcy e da Lizzi.

    Beijos
    nathalia s.
    Vento Literário

    ResponderExcluir
  9. Oiii
    Eu amo romances de época e amei "Ligeiramente Casados" ,e preciso ler esse urgente!!!
    Eu to amando conhecer os livros da Mary seus personagens são demais e suas histórias são fantásticas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Eu tô numa vibe de romances de época e a cada dia mais apaixonada pela Arqueiro pelo ótimo trabalho que vem fazendo com essas publicações. Acabei de ler os Hataways e os Bridgertons ♥ Minha próxima leitura será esta série.Amo mocinhas que não são sonsas e mocinhos decididos, mesmo que no início precisem de um certo empurrãozinho. - See more at: http://www.garotapaidegua.com.br/2015/05/eu-li-ligeiramente-maliciosos-os-bedwyn.html#sthash.2opyda3M.dpuf

    ResponderExcluir
  11. Mais uma série que entra na minha lista. Não estou dando conta de tantas de romance de época que são lançadas. E é uma mais fofa que a outra, aí fica difícil resistir. Eu nem me lembrava que Ligeiramente Casados já tinha sido lançado e que esse então é o segundo livro da série. Gostei bastante da sinopse. Agora é arrumar um tempo para poder começar a leitura.

    ResponderExcluir
  12. Oi Adriana, tudo bem? Não curto muito romances de época, mas a história desse me deixou com vontade de ler. O livro parece ser cheio de clichês, mas de uma forma que foi bem desenvolvida e você acaba torcendo para os personagens ficarem juntos. Acho muito legal quando esses livros mostram o costume de época e quero saber o que vai acontecer com a Judith e o Lorde Rannulf. Também adorei o titulo do livro, combinou bem com a situação que eles viveram.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Quando comei a ler a resenha não achei que iria gostar tanto do livro a historia me conquistou achei bem legal essa personagem totalmente nova que a Judith criou e ainda por cima o Lorde Rannulf faz o mesmo acho que o reencontro deles deve ser bem curioso, e quero saber como termina se eles ficam juntos ou não !!!

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Eu não gosto muito de romances de época -como já comentei-, mas já li várias resenhas sobre esse livro. Mesmo não gostando do gênero, eu gosto de casais interessantes e divertidos, e gosto quando a mocinha não é chata e sem sal. Adorei a resenha!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  15. Mas quando gostamos de um livro, o que mais queremos é falar, e falar, e falar dele sempre que podemos. O bom é que, mesmo sendo o segundo volume de uma série, ele não sofreu da maldição que eles sempre trazem. Que legal que a autora conseguiu manter o ótimo nível do primeiro.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir