Em Homenagem ao Dia da Mulher

Trago uma pequena homenagem a todas as mulheres e por isso trouxe 5 personagens que são totalmente diferentes , cada uma do seu jeito. Mas são livros que li e me apaixonei não só por suas histórias mas também por suas protagonistas . Espero que gostem pois como mulher, como filha e como mãe não poderia deixar este dia passar em branco.




Sinopse - A chave de Sarah - Tatiana de Rosnay                   Julia Jarmond é uma jornalista Americana que vive em Paris há 25 anos e é casada com o arrogante e infiel Bertrand Tézac, com quem ela tem uma filha de onze anos. Julia escreve para uma revista americana, e seu editor pede que ela cubra o sexagésimo aniversário da grande concentração no Vélodrome d’Hiver – um estádio no qual dezenas de milhares de judeus ficaram presos antes de serem enviados para Auschwitz. Ao se aprofundar em sua investigação, Julia constata que o apartamento para o qual ela e o marido planejam se mudar pertenceu aos Starzynski, uma família judia imigrante que fora desapossada pelo governo francês da ocupação, e em seguida comprado pelos avós de Bertrand. Ela resolve descobrir o destino dos ocupantes anteriores. É revelada então a história de Sarah, a única dos Starzynski a sobreviver. A família de Sarah foi uma das muitas brutalmente arrancadas de casa pela polícia do governo colaboracionista francês. Michel, irmão mais novo garota, se esconde em um armário, e Sarah o tranca lá dentro. Ela fica com a chave, acreditando que em poucas horas estará de volta. Julia é então impelida a retraçar a sofrida jornada de Sarah em busca de liberdade e sobrevivência, dos terríveis dias em campos de concentração aos momentos de tensão na clandestinidade, e por fim seu paradeiro após a guerra. E à medida que a trajetória da garota é revelada, mais segredos são desenterrados. Ao escrever sobre o passado da França com uma clareza implacável, Tatiana de Rosnay oferece em A Chave de Sarah um contundente retrato da França sob a ocupação nazista, revelando tabus e negações que circundam este doloroso período da História francesa.




Sinopse - Perdida - Um amor que ultrapassa as barreiras do tempo - Carina Rissi                               Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. Com a ajuda de prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam leva-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...





Sinopse - Os Homens Que Não Amavam As Mulheres - Trilogia Millennium - Livro 1 - Stieg Larsson
Primeiro volume de trilogia cult de mistério que se tornou fenômeno mundial de vendas, Os homens que não amavam as mulheres traz uma dupla irresistível de protagonistas-detetives: o jornalista Mikael Blomkvist e a genial e perturbada hacker Lisbeth Salander. Juntos eles desvelam uma trama verdadeiramente escabrosa envolvendo a elite sueca. Os homens que não amavam as mulheres é um enigma a portas fechadas - passa-se na circunvizinhança de uma ilha. Em 1966, Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, fechara-se o acesso à ilha onde ela e diversos membros de sua extensa família se encontravam. Desde então, a cada ano, Henrik Vanger, o veelho patriarca do clã, recebe uma flor emoldurada - o mesmo presente que Harriet lhe dava, até desaparecer. Ou ser morta. Pois Henrik está convencido de que ela foi assassinada. E que um Vanger a matou. Quase quarenta anos depois o industrial contrata o jornalista Mikael Blomkvist para conduzir uma investigação particular. Mikael, que acabara de ser condenado por difamação contra o financista Wennerström, preocupa-se com a crise de credibilidade que atinge sua revista, a Millennium. Henrik lhe oferece proteção para a Millennium e provas contra Wennerström, se o jornalista consentir em investigar o assassinato de Harriet. Mikael descobre que suas inquirições não são bem-vindas pela família Vanger. E que muitos querem vê-lo pelas costas. De preferência, morto. Com o auxílio de Lisbeth Salander, que conta com uma mente infatigável para a busca de dados - de preferência, os mais sórdidos -, ele logo percebe que a trilha de segredos e perversidades do clã industrial recua até muito antes do desaparecimento ou morte de Harriet. E segue até muito depois.... até um momento presente, desconfortavelmente presente





Sinopse - O Segredo de Emma Corrigan Sophie Kinsella Em O Segredo de Emma Corrigan - Sophie Kinsella                           Segue a receita que fez da série Os delírios de consumo de Becky Bloom sucesso de público - foram mais de 35 mil exemplares vendidos só no Brasil - e crítica. Com humor e muito charme, ela nos apresenta a Emma, uma inglesa perto dos 30 anos, mas longe de uma definição na vida. Na memória ela guarda situações ultraconfidenciais: como perdeu a virgindade enquanto os pais assistiam Ben-Hur na sala de TV, o que pensa sobre o namorado, as peças que prega nos colegas de escritório, seu peso real. Funcionária Júnior da Panther Corporation, uma empresa de produtos energéticos e esportivos com filiais por toda Grã-Bretanha, Emma vai a Glascow participar da reunião de marketing sobre um novo refrigerante, a Panther Cola. O que parecia uma grande oportunidade profissional se transforma num pesadelo. Como se não bastasse ter derramado a bebida num superior, seu vôo de volta para casa quase cai. Em momentos de tensão as pessoas fazem as coisas mais estranhas. E Emma Corrigan não é exceção. Acreditando estar a um passo de uma morte trágica, ela conta todos os seus pequenos pecados para o passageiro ao lado. Afinal, qual a probabilidade de vê-lo de novo? Ainda mais com vida? Mas o destino decide brincar com a protagonista: o avião pousa em segurança e o distinto cavalheiro nada mais é que o fundador e presidente da empresa onde trabalha. E além dos segredos pessoais, Emma abriu o verbo sobre todos os colegas da Panther e suas estratégias para enrolar no serviço. Para recuperar o respeito profissional - e voltar às boas com o pessoal do escritório - Emma se mete nas situações mais inusitadas, quase novelísticas. Mas com as quais todas as mulheres acabam se identificando.

Sinopse - Orgulho e Preconceito - Jane Austen     Na Inglaterra do final do século XVIII, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dote. Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso, mas imprudente senhor, no entanto, é um novo tipo de heroína, que não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy e defender suas posições com perfeita lucidez de uma filósofa liberal da província. Lizzy é uma espécie de Cinderela esclarecida, iluminista, protofeminista. Neste livro, Jane Austen faz também uma crítica à futilidade das mulheres na voz dessa admirável heroína — recompensada, ao final, com uma felicidade que não lhe parecia possível na classe em que nasceu.

Feliz dia da Mulher !!!!

34 comentários:

  1. AAAWWWN *_*
    Adorei o post Drii !!!
    Estou looouca para ler Perdida e me encantar ainda mais com a Carina Rissi!

    ResponderExcluir
  2. Todos esse livros são maravilhosos!
    Parabéns pelo blog, sempre dando dicas incríveis!

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post Dri!
    Juro, tem muitas das minhas heroínas aí, e algumas que osu louca para conhecer! É claro que a Lizzie está no topo das minhas preferidas, mas adoro a Sofia e a Emma por terem me trazido boas risadas durante a leitura! *-*

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Orgulho e Preconceito é tão legal. Adoro as personagens desse livro e o tema dele é muito bom. De personagem feminina forte e cheia de opiniões esse dá conta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não li o livro, mas todo mundo fala tão bem que dá vontade de lê-lo agora mesmo. Também tenho muita vontade de ver as adaptações que foram feitas, mas ainda não tive oportunidade.

      Excluir
  5. Não conheço as personagens, mas tenho certeza que são muito espontâneas e que lutam pelos seus ideais

    http://enfimshakespeare.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Adorei todos os livros principalmente Orgulho e preconceito, acho que ele ilustra muita bem uma mulher forte e com personalidade!

    ResponderExcluir
  7. Stephania de Souza9 de março de 2013 18:20

    amei Adriana...
    rir bastante com Becky Bloom e me apaixonei pela Elizabeth Bennet (virou minha heroina)

    adorei a lista

    ResponderExcluir
  8. Eu só li Perdida dessa sua lista, não me bata! hahaha

    Gostei bastante do livro, a autora soube prender bem o leitor durante a história e li super rápido. Gostei da Sofia e seu jeito meio distraído e lúdico.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Faz um tempão que peguei Orgulho e Preconceito pra ler, mas acabo desistindo de ler e parto para outros.Mas eu quero muito ler, vou ler umas resenhas antes. A Chave de Sarah parece ser bom, gostei *--*
    Mas enfim, fiquei curiosa sobre todos os livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é muito bom, um livro super gostoso de ler. A Chave de Sarah é interessante também né?

      Excluir
    2. Nossa, quero muito ler este livro! Parece ser ótimo e todo mundo fala tão bem dele!

      Excluir
  10. pra falar a verdade nunca li orgulho e preconceito não sei pq talvez pelo tempo mais tenho que ler logo e uma vergonha não ler esse livro ;/

    ResponderExcluir
  11. Q Lindo dri adoreiii a homenagem!!! Adoreiiii a Sofia!!!e a elisabeth tbm!!! bjaummm

    ResponderExcluir
  12. Nossa Drica, adorei a homenagem! O livro A chave de Sarah me parece ser perfeito.

    Bjocas

    ResponderExcluir
  13. Eu peguei o livro com três livros da Jane Austen que Orgulho e preconceito ta no pacote, e tô esperando um tempo livre pra ler, já assisti o filme e me apaixonei pelo Sr. Darcy, mesmo sendo tão grosso. HSUAHSAHS
    Quero ler os livros da Sophie e da Carina, da Sophie consegui ler "Executiva do lar" e achei muito boa, descontraída e tudo de bom! e ganhei "Procura-se um marido" e também tô na espera de um tempo livre. XD
    Feliz dia da mulher atrasado, mas como todo dia é dia da mulher.. vale do mesmo jeito! :p
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amor eterno esse da Austen né? Muito boa a história!

      Excluir
    2. Austen é um arraso! Depois de tanto tempo e ainda ganhando mais leitores/fãs!

      Excluir
  14. Já li Orgulho e Preconceito, é mesmo muito bom! *-*
    E quero ler O Segredo de Emma Corrigan e muitos outros livros da Sophie! hehe

    ResponderExcluir
  15. pArabens a todas as mulheres.
    PS: tODAS MERECEM UM mR.dARCY TAMBEM NÉ RS

    http://minhaestanteliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Ainda não li nenhum desses livros. :/

    Estou louca para ler Perdida e o livro de Sophie. :)

    ResponderExcluir
  17. Ótimas escolhas querida =)
    Queria ler perdida, falam muito bem do livro. Que eu saiba faz sucesso até lá fora.

    ResponderExcluir
  18. Todos os livros parecem ser muito bons, mas o que eu mais quero ler muito Perdida ah eu preciso muito ler esse livro parece ser demais.

    ResponderExcluir
  19. Nossa eu sou louca para ler perdida *-*
    A chave de Sarah eu ainda não conhecia.
    beijos

    ResponderExcluir
  20. O unico que eu li foi o Stieg Larsson e adoro a escrita dele.

    ResponderExcluir
  21. Eu só li os dois últimos da lista e elas com certeza merecem estar ai. Não conhecia a Chave de Sarah, gostei muito da sinopse.

    ResponderExcluir
  22. So li perdida e orgulho e preconceito e adorei otimas dicas.

    ResponderExcluir
  23. Quero muito ler Perdida! Acredita que ainda não li orgulho e preconceito? Pois é, uma vergonha! Mas este ano pretendo ler o livro!

    ResponderExcluir
  24. Só li Os homens que não amavam as mulheres e gosrei muito.

    ResponderExcluir
  25. Desses ai só quero O Segredo de Emma Corrigan.
    Morro de vontade de ler alguma coisa da Sophie e esse me parece ser um bom começo, bom não, ótimo!!!

    ResponderExcluir
  26. Não li nenhum dos livros,mas adorei todos os personagens.
    Na mais justo do que fazer uma homenagem ao nosso grande dia

    ResponderExcluir
  27. A única que conheço é Elizabeth Bennet, ela é demais, não e, as outras eu não conheço. Legal isso de colocar alguns personagens para lembrar o dia da mulher.

    ResponderExcluir
  28. Desses li apenas Orgulho e Preconceito. Gostaria de ler O segredo de Emma Corrigan. Dizem que é muito divertido!

    ResponderExcluir
  29. Desses eu só li Orgulho e Preconceito e Os Homens Que Não Amavam As Mulheres. Eu amei os dois *-*
    Quero muito ler O segredo de Emma Corrigan e Perdida, que eu já ouvi comentários ótimos dos dois.
    Beijos.

    ResponderExcluir